S.O.S Rio da Madre


Baixada do Maciambu - Santa Catarina/Brazil

https://www.facebook.com/sosriodamadre/videos/752896171528319

Sobre o olhar turístico e as lutas invisíveis Quando vamos a um lugar sem entender as lutas locais, podemos acabar contribuindo sem querer para a sua degradação. Quem vê nossas fotos ou vai à Guarda sem entrar em contato com a realidade local, não entende quanto de luta se esconde entre suas dunas e banhados, da restinga ao manguezal. Este encontro de águas, entre o Rio da Madre e o mar está localizado na Baixada do Maciambu, uma planície costeira localizada no litoral de Santa Catarina que engloba as praias da Pinheira, Guarda do Embaú e do Sonho e as comunidades de Três Barras, Albardão, Morretes, Sertão do Campo, Passagem e Maciambu. Grande parte dessa planície era de proteção ambiental desde 1975, no Parque Estadual da Serra do Tabuleiro. Porém, em 2009, através de uma manobra política com intenção de exploração e especulação imobiliária, a Lei Estadual n°14.661/2009 foi aprovada. Esta lei desanexou grande parte da Baixada do Maciambu e a transformou em área de proteção ambiental ( APA do Entorno Costeiro); uma categoria de unidade de conservação menos restritiva que permite a ocupação humana e atividades econômicas variadas. Nos planos diretores dos municípios da baixada, que foram aprovados sem transparência e envolvimento da população, está previsto a construção de prédios de até 12 andares e um aumento da população até 2030 para cerca de 300 mil habitantes, onde hoje vivem menos de 15 mil.

Para lidar com esta situação a população local se juntou para lutar pela preservação do ambiente através da SOS Rio da Madre, um grupo que luta pelo direito de participar da construção coletiva de uma forma de desenvolvimento compatível com a manutenção da qualidade socioambiental da região.